segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

TERCINA FERREIRA DA SILVA - 100 ANOS

DSCN1200DSCN1216

Poucos são os que tem o privilégio de completar 100 anos de vida, ainda mais morando no interior do nordeste e com todas as dificuldades que são peculiares na região.
 Tercina Ferreira da silva nasceu em 03 de janeiro de 1915, no sítio saco do frade em São Miguel. Na infância, raramente brincava, era necessario trabalhar na roça. Além disso desenvolveu a arte de fazer panelas de barro (Louceira) e também tecia redes. Sua adolescência foi mais proveitosa, pois além de trabalhar muito, ia aos forrós nos sitios da redondeza, onde apreciava umas doses de cachaça e também vinho. Segundo ela era a diversão daqueles tempos.
 Casou-se na cidade de Encanto no dia 20 de janeiro de 1938 com o sr Acelino Severino da costa. Teve 17 gestações, mas dessas sobreviveram apenas 5 filhos, devido à falta de Pré-natal e de doenças corriqueiras como febres, verminoses e outras que abatiam as crianças nos primeiros meses de vida.
 Dona Tercina ficou viúva aos 82 anos e mesmo aos cem anos, com um pouco de deficiência auditiva, é completamente lúcida, lembra de fatos , pessoas , lugares que me impressionou bastante.
 A sua árvore genealógica é composta de 5 filhos, 26 netos, 42 bisnetos e 11 tataranetos.
 Por tudo isso PARABÉNS QUERIDA TERCINA! TUDO QUE VIER É SALDO.
 Israel Vianney

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

CONSIDERAÇÕES SOBRE O "ALTO DO AÇUDE" - PAU DOS FERROS




 O bairro Alto do açude em Pau dos ferros, tem uma longa história.  O nome vem  devido a existência do açude" 25 de março". O nome que antecedia não consegui encontrar, pois a atual denominação já vem desde o final do século XIX. Estranhou?.. Pois bem, o açude 25 de março foi construido em 1897, com a capacidade de 9.740,704 metros cúbicos. De lá para cá passou por alguns benefícios como  o reforço dos sangradouros, o calçamento da parede, entre outros.  foi inaugurado após a sua primeira enchente na qual recebeu o  nome de batismo " Açude 25 de março". 
  O açude abastecia a cidade e nele lavava-se roupa. Era intenso o vai e vem de pessoas transportando água em latas, cabaças e pequenos potes equilibrados na cabeça, sobre rodilhas. Utilizavam também ancoretas postas no lombo de jumentos e pipas de madeira instaladas em carroças puxadas por bois e burros. à tarde rebanhos de gado eram trazidos aos bebedouros. Lavadeiras passavam com bojudas trouxas na cabeça. 
 Naturalmente ao seu redor iniciou-se o surgimento do bairro, considerado zona rural até a década de 1960, porém sempre bem habitado.: Pela facilidade do acesso à água, pela prosperidade das vazantes  e também pela tranquilidade. Lembro-me que quando comecei a estudar o colégio mais próximo chamava-se "Grupo Rural Tarcísio maia".
 Outro fator que contribuiu para a valorização da área foi a construção do Patronato Alfredo Fernandes, inaugurado em 27 de novembro de 1953. Idealizado pelo Padre Manoel Caminha freire e com a ajuda financeira  do Sr Alfredo fernandes e outros ilustres, entre eles Monsenhor Walfredo gurgel. Começou a funcionar com a chegada das irmãs de caridade da ordem de são vicente de Paula. A superior Irmã Barreira e suas auxiliares desenvolviam trabalhos voltados para a formação religiosa, vocacional e profisional.Havia o regime de internato e externato. Hoje a instiuição passa por constantes crises financeiras. As freiras são pouqíssimas e desligadas da relidade do bairro.
  Minha família chegou ao bairro há 46 anos  e era um lugar distante do centro, formado por pequenas chácaras, por volta  da década de 1970  as construções pipocaram e realmente pudemos contar com uma vizinhança constante. 
 Atualmente o bairro é bem prestigiado com serviços dos mais diversos: Maternidade, Clinicas de Exames de alta complexidade, supermercados, salões de beleza, emfim o conforto.
Pessoas inesquecíveis: Baíca, Gentila, Sr Otávio barbeiro, Sr Elesbão Maia,  Elesbão Queiroz(fiscal do açude), Antônio de Lucas (Galã), Bernaldo pesoa de Queiroz e Terezinha Queiroz, Seu Mizael, Dona Maria Taveira, Fausto fernandes, Adélia Rêgo, Sr Antônio de Chicó, Sr Valdemar Bezerra, Dona Zefinha da Budega, Seu Manel Gago, Seu Chico Pescador, Sr Chico Nunes, Sr Antônio Barros, Seu Acrísio da Padaria, Evanda Luzia Lopes ,Vera Lucia freire, Dona Maria Florêncio e seu Pedro Florêncio, Sr Pedro do Brabo, Seu Chico Elias, Seu barnabé,  Manoel Flor,Maria nobre, Seu Euclides, Dona Amélia (Moça Velha) e muitos, muitos outros que especificarei mais à frente.
 Essa é uma das minhas homenagens momentãneas  sobre o bairro onde nasci e me criei.
         Israel Vianney



quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Consulta do Presidente da Câmara ao Tribunal de Contas do Estado poderá deixar Secretária Marta Pontes sem receber salário.


O Presidente da Câmara Municipal de Pau dos Ferros, José Gilson Rêgo Gonçalves, resolveu encaminhar ao Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte alguns questionamentos a respeito de qual órgão seria o responsável por remunerar o vereador licenciado que, ocupando o cargo de secretário do município,optou por receber os vencimentos do seu mandato parlamentar.

Segundo as argumentações apresentadas pelo Presidente do Legislativo pau-ferrense, apesar da Lei Orgânica do Município prever que cabe ao vereador optar pela remuneração a ser percebida, a legislação é omissa quanto a quem deve arcar com o ônus de remunerar o parlamentar licenciado.

Confira abaixo os questionamentos encaminhados ao TCE-RN, via ofício:

Caso o vereador licenciado opte por receber os proventos atribuídos ao cargo de vereador, a quem cabe o ônus de remunerá-lo? A Câmara Municipal ou o Município?

Podemos dizer que além de polêmica (desnecessária?), a consulta feita pelo Presidente Gilson Rêgo ao TCE-RN deverá acarretar alguns transtornos na esfera administrativa municipal tendo em vista que a Secretária de Cultura e Turismo, Marta Pontes (vereadora licenciada), optou por ficar recebendo o seu salário de parlamentar dos cofres da Câmara de Vereadores, mas que, segundo informações, já teria sido comunicada informalmente da suspensão dos seus vencimentos, pelo menos até que haja um posicionamento oficial do órgão estadual a respeito da consulta formalizada.

Resta-nos saber se a referida secretária questionará o ato administrativo do Presidente do Legislativo no âmbito judicial ou se aguardará pela resposta do TCE, algo que poderá ocorrer tanto brevemente quanto demoradamente, dependendo dos "trâmites internos".

Pelo visto, 2015 será o ano das polêmicas no Poder Legislativo pau-ferrense.

Salve-se quem puder! 

Clique nas imagens para visualizar em tamanho maior.

ALERTA !!!

Janeiro deste ano é o mais quente desde 1917


Pela primeira vez, climatologistas admitem que mudanças climáticas globais podem estar por trás dos recordes de calor e da falta de chuva, no janeiro mais hostil para muitas regiões desde o início das medições, em 1917.

Até agora, o índice médio é de 36,8 graus Celsius, superando o recorde anterior: 36,2 graus, em 2010. Segundo o Climatempo, fevereiro deverá ser ainda mais quente, devido à pouca nebulosidade e ao aumento da exposição ao sol.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Metade dos reservatórios do Dnocs no RN estão em volume morto; situação do Açude de Pau dos Ferros é crítica 14 JAN Postado por MC

Dos 36 reservatórios do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) no Rio Grande do Norte, 18 estão em volume morto, reserva técnica que fica abaixo do nível das comportas. Dos 10 estados em que o Dnocs mantém reservatórios, o RN só não tem mais açudes nesta situação do que o Ceará, com 25 locais com nível de água abaixo das comportas.

O Rio Grande do Norte possui atualmente a disponibilidade de 28% da capacidade de volume dos reservatórios. O quadro só é melhor do que o registrado em Minas Gerais (23%), Ceará (22%), Paraíba (18%) e Pernambuco (13%).

Os reservatórios potiguares que se encontram utilizando o volume morto são os seguintes: Açude Pau dos Ferros, Açude Mundo Novo, Açude Zangarelhas, Açude Caldeirão Parelhas, Açude Currais Novos, Açude Dourado, Açude Marechal Dutra (Gargalheiras), Açude Sossego, Açude Vinte e Cinco de Março, Açude Pilões, Açude Santana (Gangorra), Açude Umarizal, Açude Malhada Vermelha, Açude Bonito II, Açude Lucrécia, Açude Santa Cruz, Açude Santo Antônio de Caraúbas e Açude Alecrim.

Estado

Além dos açudes mantidos pelo Dnocs, de acordo com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, 15 dos 46 reservatórios estaduais estão em volume morto.

O baixo volume dos reservatórios tem agravado a situação nos municípios potiguares. Em oito cidades do estado, o quadro é de racionamento de água. A Companhia de Águas e Esgotos (Caern) informou que em todos os casos há incapacidade de fornecer água e o abastecimento tem que acontecer com carros-pipa e outras medidas emergenciais.

As cidades com colapso no abastecimento são: Luís Gomes, São Francisco do Oeste, Tenente Ananias, São Miguel, João Dias, Carnaúba dos Dantas, Paraná e Antônio Martins.

Açude de Pau dos Ferros está com menos de 2% de sua capacidade (Foto: Toinho Dutra)

PRECISAMOS DE VOSSA COLABORAÇÃO...SÉRIO!!!!!!!!!!



 O blog culturapauferrense já está no ar há quatro anos e nesse período, com pouquísimos colaboradores,conseguimos resgatar muitos fatos obscuros da história de nosso município. Considero isso apenas a ponta de um iceberg que ainda nos guarda muitas surpresas.  Nunca dispomos de verba nenhuma para deslocamento, pesquisa em arquivos,filmar documentários e agora precisamos de você leitor. Não se trata de valores monetários, mas de fatos curiosos, fotos antigas, árvores genealógicas e crõnicas do cotidiano pauferrense. NOSSA HISTÓRIA ESTÁ SEMI SEPULTADA E NOSSAS FONTES ORAIS ESTÃO PARTINDO DESSA PRA MELHOR. a HORA É ESSA. NÃO NOS APROPRIAREMOS DE PESQUISA ALHEIA, POIS OS CRÉDITOS SEMPRE FORAM E SERÃO DADOS. 
 AJUDEM-NOS!!
Contatos: israelvianney@yahoo.com.br ou pelos fones (84) 8729 7789 OU (84) 9620 8192
                              GRADECEMOS DEMAIS!!!

AGRADECENDO.

Recebi do médico e artista ETELÂNIO FIGUEREDO, 02 exemplares da revista FELC. Produzida pela Fundação Educacional Lica Claudino na cidade de Uiraúna- PB. Um ótimo exemplo de preservação da arte e cultura Local, além dos grandes nomes uiraunenses que colaboram com artigos, caso de Luiza Erundina (ex prefeita de São paulo), José Nêumane Pinto (comentarista do jornal do SBT), entre outros.  Parabéns à fundação  e muito grato querido Etelânio.
                          Israel Vianney